sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Adotar é tudo de bom!

Já dizia a marca de rações pedigree. ;)

Apesar de ter uma dálmata e um dachshund, todos os nossos cachorros foram adotados. Nada contra quem compra animais de estimação, mas também é bom ajudar os que são abandonados ou que não encontram afeto. Hoje vi uma matéria no site da Casa e Jardim mostrando os pontos positivos de se ter ao lado bichinhos de estimação. Por incrível que pareça isso mexe bastante com a sua saúde, melhorando o nosso dia a dia. Dá uma conferida:

 Cinco motivos para ter um bichinho de estimação!

1. Não apenas cães e gatos provocam sensações positivas. Observar um peixe em um aquário pode ter efeitos semelhantes aos da hipnose, reduzindo a ansiedade em pacientes à espera de uma cirurgia, por exemplo. E melhor: aquários são obras vivas de decoração.

2. Tanto para adultos quanto para crianças, interagir com animais diminui a pressão arterial. “Essa relação acalma e também mobiliza a sair da inércia”, diz a psicóloga Denise Gimenez Ramos. Um estudo publicado no British Journal da Royal Society of Medicine sustenta que quem tem um bicho em casa reclama menos de pequenos problemas de saúde, por isso, é mais feliz.

3. Animais em geral também são bons aliados de adultos e crianças mais inibidos. “Para idosos, podem até ajudá-los a sair da depressão”, afirma Denise Gimenez Ramos. Com o peso desse argumento, recentemente, nos Estados Unidos, cães passaram a ser adotados em visitas hospitalares, com resultados visíveis na recuperação de pacientes.

4. Para a ciência, animais se integram tão facilmente em nossa vida porque possuem estruturas anatômicas idênticas às nossas. “Eles têm sensações, são inteligentes, têm memória e uma profunda sensibilidade de convívio com outras espécies e como ser humano”, analisa a médica veterinária Irvênia Prada.

5. Uma tese um pouco mais audaciosa sustenta até uma certa telepatia entre homens e animais. “O biólogo inglês Rupert Sheldrake, autor de Cães sabem quando seus donos estão chegando, diz que os cachorros se comunicam telepaticamente com os cuidadores humanos”, cita Irvênia Prada. Basta olhar fundo nos olhos deles para sentir essa interação mágica.

Meus dogs. Todo o afeto do mundo à eles. Nega, Rambo, Nellinha, Mustela, Luna e Drica.

Um comentário:

  1. E como não amar esta turminha que nos recebe em casa sempre com um chorinho de "quero carinho" e um rabinho balançando rsrsrsrsr,mesmo os que não possuem, a Luna e a Drica, balançam como se tivessem, é uma felicidade ver estas carinhas todas a nos esperar no portão!!!E diga-se, mesmo os de raça, tb foram igualmente adotados.

    ResponderExcluir